Sobre o Município

FUNDADORES:

Filogômio Sardinha de Sá
Leandro Sardinha de Sá
Livertino Pereira de Morais

 PIONEIROS:

Isaac Gomes Barbosa
Pedro Geraldo Lopes

HISTÓRICO DE CRIAÇÃO

Em meados do primeiro semestre do ano de 1.949, sob a coordenação do Sr, Livertino Pereira de Morais, juntamente com Sr, Filogômio Sardinha de Sá, nascia à idéia da formação de um Povoado, a ser localizado em terras denominadas “LAGOA”, de propriedade de Leandro Sardinha de Sá, não teve êxito devido às condições físicas e aquáticas do local. Finalmente após dialogarem com outros participantes, chegaram a uma conclusão que tal vilarejo poderia ser formado em terras de Isaac Gomes Barbosa e Pedro Geraldo Lopes, que atendiam as dimensões e condições exigidas pelos fundadores, que cederam a titulo gratuito uma área de aproximadamente 96.800 Mts2, de onde se confrontariam com Pedro Anázario da Costa, Edmundo José do Carmo, José Anunciação Gomes Pereira e com os próprios doadores. Daí surgiram os primeiros habitantes do povoado “SÃO BENTO”, nome originado devido a grande quantidade de serpentes venenosas existentes, foi instalada a primeira capela religiosa, na Praça denominada “São Bento”. Hoje denominada Praça Albiner Teixeira Rosa.

No inicio do ano de 1.952, o povoado denominado “São Bento”, já com seus habitantes eufóricos pela desenvoltura dos trabalhos, receberam os primeiros comerciantes que aqui se instalaram: José Braz Rodrigues – Farmácia, João Elias Pinheiro e Irmãos – Tecidos, secos e molhados, Manoel Caetano Fernandes e Geraldo Feliciano dos Santos – Armazém, Martilino Dundun dos Santos – Bar e Sorveteria – Raimundo Costa – Papelaria, Pensão, Dormitório e Armazém; Finalmente Custódio dos Santos com uma loja de tecidos e confecções. Já no segundo semestre de 1952, o pequeno povoado de uma população substancial pela sua dimensão, foi instalada sua primeira Escola isolada sob a Direção do Professor: Clorisval Dias, que posteriormente transformando-a em Escola reunidas a cargo dos Professores: Pedro Jacinto da Silva e Ovídio Gomes de Souza, período em que surgiram pessoas ilustres como: Waldemar Custódio da Silva, que exercia a função de dentista, aqui se instalando e para o bem estar da população alinhou-se com Orcelino Vicente Santana, Martilino Dundun dos Santos, Levico Paula Gomes, Filogômio Sardinha de Sá e seus Irmãos Leandro e Roldão Sardinha de Sá lutaram e trabalharam diuturnamente para no ano de 1.953 elevaram o patrimônio “SÃO BENTO” a categoria distrital, conforme consta nos arquivos da Câmara Municipal de Palmeiras de Goiás.